Workshop trouxe um novo olhar para o tema “pornografia”

O casal, a família e as crises contemporâneas
10 de abril de 2018
A escolha do cônjuge e o contrato conjugal
21 de junho de 2018

Workshop trouxe um novo olhar para o tema “pornografia”

O cérebro continua sendo um mistério para muitos de nós, mas, alguns neurocientistas como Dr. William Struthers Ph.D. estão cada vez mais perto de respostas que podem nos ajudar a entender melhor como o cérebro se comporta ou como é influenciado pelas circunstâncias, pelos traumas, pela tecnologia ou pelos desejos sexuais. Algumas dessas respostas foram discutidas durante o Workshop Internacional “O cérebro, as compulsões e a pornografia”, organizado pelo Instituto da Família – FTSA.

Mais de 200 profissionais de diversas áreas e de várias cidades do Brasil puderam ampliar seus conhecimentos sobre o tema, interagindo em grupo e fazendo perguntas ao especialista. Dr Struthers é conferencista, psicólogo, coordenador do departamento de Neurociências do Wheaton College Graduate School e Mestre pela Universidade de Illinois/EUA. Autor dos livros: Conectados para Intimidade: Como a pornografia sequestra a mente masculina e, Fixação sexual: Mulheres, sexo e o cérebro (a ser editado).

Durante o evento, realizado no final de abril, o neurocientista trouxe um histórico rico e repleto de exemplos de compulsões, descreveu abordagens da saúde mental e da compulsão em pornografia, considerando o modelo biopsicossocial falou a respeito da estrutura do comportamento sexual compulsivo e, apontou técnicas de cuidado àqueles que caíram em armadilhas de ciclos viciosos. Como pesquisador do cérebro, o professor também fez um alerta sobre o acesso à tecnologia que influencia na plasticidade do cérebro e tem levado muitos jovens para um caminho obscuro. “Além da compulsão por pornografia, muitos destes jovens podem também desenvolver outros transtornos psicossociais e comportamentais porque os resultados da saúde psicológica são impactados em diversas dimensões”, disse Struthers.

A internet ampliou o acesso à informação, mas, também facilitou o consumo de pornografia. No smartphone, tablete, notebook, a qualquer momento e lugar, os conteúdos impróprios estão disponíveis a todos. Segundo pesquisadores, cerca de 12% de todo conteúdo publicado na Web é pornográfico. A pornografia atinge homens e mulheres, age como droga no cérebro e já uma questão de saúde pública. “Por isso, a importância de termos mais eventos como este que esclareçam a importância e a necessidade de falar mais sobre o assunto”, afirmou um dos participantes.

Aplaudido de pé, Dr. Struthers agradeceu o cuidado e as experiências que viveu em sua primeira visita ao Brasil. “Ele foi muito solícito, tirando fotos com todos e muito bem-humorado conduziu o tema com propriedade. Sem dúvida, o Workshop trouxe aprendizado, troca de experiências e um novo olhar para o tema”, concluiu a coordenadora do Instituto, a psicóloga Iara Monteiro.

O Workshop Internacional, contou com o apoio da ABRATEF, APRTF e APTF e marcou o calendário oficial do Instituto da Família – FTSA. Breve serão divulgadas as informações para o Workshop Internacional 2019. Acompanhe a nossa fan page e acesse o álbum de fotos no Facebook.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entrar

Perdeu sua senha?

Carrinho

Seu carrinho está vazio.